A prefeita de Santa Luzia, Roseli Pimentel (PSB), está sendo investigada por suposta participação no assassinato de Maurício Campos Rosa, dono do jornal O Grito, ocorrido no dia 17 de agosto de 2016, no Bairro Frimisa, e pode ser indiciada por homicídio qualificado.

O inquérito foi encaminhado ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e está na 5º. Câmara Criminal, sob a responsabilidade do Desembargador Alexandre Victor de Carvalho.

Em nota enviada para a Rádio Itatiaia, a prefeita negou o envolvimento com o crime. “Não tenho nada a dizer sobre um caso de forjamento de testemunhas por uma pessoa que disputou, perdeu as eleições e não se conformou até hoje! Meus advogados já estão munidos de provas contra o abuso de poder”. Roseli lembrou que mora em Santa Luzia há 43 anos e nunca fez mal a ninguém. “Muito menos mandar tirar a vida de uma pessoa! É total absurdo e tudo será esclarecido e os culpados punidos”, concluiu”.

Atualizada às 17h12. 

Comments

comments