A vereadora Emília Alves (PSB) foi afastada de seu cargo na Câmara Municipal. A decisão foi dada nesta sexta-feira (11) pela juíza da 2ª Vara Criminal de Santa Luzia, Maria Beatriz Fonseca da Costa Biasutti, que determinou ainda o sequestro de bens de Emília até o limite de R$ R$ 376.198,60. O afastamento é válido por 180 dias e impede até que a vereadora entre no prédio da Câmara.  As informações são do Portal G1.

Emília Alves, seu marido e outros dois suspeitos foram presos na última segunda-feira (7) durante a Operação Batismo de Fogo, do Ministério Público de Minas Gerais, que investiga um esquema de desvio de recursos públicos chefiado pela vereadora em benefício de uma organização não governamental, com o objetivo de compra de votos, utilização de servidores e verbas públicas para fins privados, voltados à promoção pessoal e política da parlamentar.

Com o afastamento, a Câmara de Santa Luzia deverá convocar o ex-vereador Sergio Ricardo Diniz Costa, o Ticaca, primeiro suplente na coligação PSB/SD, para a vaga de Emília.

Comments

comments