Vários aspectos de Santa Luzia (MG), principalmente relacionados às questões sócio-econômicas, foram abordados em um dos “Estudos Municipais” realizados pela equipe da deputada estadual Marília Campos (PT) e divulgados em seus canais de comunicação no período anterior às eleições municipais.

No mapeamento, Santa Luzia é apontada como um município que tem uma condição de vida intermediária em relação aos outros 34 da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Não se encaixa entre as cidades mais pobres – Ribeirão das Neves, Esmeraldas, Ibirité -, mas também não está entre as mais ricas – Betim, Nova Lima e a capital.

Para a deputada, uma das marcas da cidade é que ela tem uma arrecadação ainda pequena e que pode ser aumentada com uma politica de atração de novos empreendimentos para o município, não apenas para aumentar a arrecadação propriamente, como também para gerar empregos. “É importante salientar também que os serviços que a população de Santa Luzia utiliza, particularmente da saúde, estão localizados na capital”, disse.

Confira o estudo completohttp://bit.ly/2dPMLzf

Comments

comments