Depois de tentar o Congresso em 2014 e se eleger vereador pela primeira vez em 2016, político luziense busca agora uma vaga na Assembleia Legislativa

Prestes a completar um ano de seu primeiro mandato, o vereador Paulo Bigodinho (Patriota) reuniu aproximadamente 50 pessoas na manhã do último domingo (3), na Câmara Municipal, para uma plenária de prestação de contas. O ponto alto do encontro, contudo, foi o anúncio de que ele tentará uma vaga na Assembleia Legislativa nas eleições de 2018.

Bigodinho ressaltou a falta que faz para Santa Luzia alguém que represente a população no parlamento estadual. “Nós, que lutamos pela cidade todos os dias, sabemos como faz falta um representante daqui a nível estadual. Minha candidatura busca justamente suprir essa carência, porque precisamos e Santa Luzia merece”.

A pré-candidatura foi confirmada pelo dirigente estadual do Patriota (novo nome do PEN, Partido Ecológico Nacional), Hercules Marques, também presente na reunião. “O partido só consegue implementar sua forma de atuar quando tem representação nos parlamentos. E isso se dá por meio de pessoas oriundas dos municípios de grande porte, como Santa Luzia. Já há algum temos estamos conversando com o Paulo no sentido de convencê-lo a ser candidato a deputado estadual”, confidenciou.

Será a primeira vez que Bigodinho tentará uma vaga na Assembleia. Em 2014, quando estava no PT do B, se candidatou ao Congresso, mas teve apenas 2.790 votos (2.513 em Santa Luzia, o 11º colocado na cidade no pleito). Em 2016, obteve 1.598 votos para vereador, o suficiente para ser eleito pela primeira vez.

A respeito de o Patriota ser o novo partido do deputado federal Jair Bolsonaro, possível candidato à Presidência da República, Bigodinho preferiu não se comprometer. “O Bolsonaro é uma figura controversa, do tipo que ou se ama ou se odeia, mas é inegável que ele gerou muita visibilidade para o partido, o que reflete no número recente de filiações”, tergiversou.

Bigodinho não deve ser o único político de Santa Luzia a tentar uma vaga na Assembleia. Em 2014, Luiza do Hospital (PTB), Cristina Correa (PT), Ilacir Bicalho (PMDB), Denilson Martins e Cláudio Maciel concorreram ao parlamento estadual, sem sucesso. O presidente municipal da Rede, Abraão Gracco, é outro que pode se candidatar em 2018.

Comments

comments